Início >> Noticia >> Canoístas do Bolsa Talento sobem no pódio do Brasileiro de Canoagem
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Canoístas do Bolsa Talento sobem no pódio do Brasileiro de Canoagem

Localização

Brasil
BR

Os atletas Adilson Nascimento e Héricles Miranda já estão de volta ao Pará, após os atletas do programa Bolsa Talento, da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), conquistarem três medalhas no Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, disputado no início do mês, nas águas do Parque Náutico Iguaçu, em Curitiba, competição que contou com mais de 470 atletas.

- É uma alegria receber esses jovens, ainda mais trazendo excelentes resultados. Isso prova que a Seel está no caminho certo e incentivando cada vez mais nossos atletas - disse Renilce Nicodemos - Secretária de Estado de Esporte e Lazer.

Natural de São Domingos do Capim, Adilson Nascimento, mais conhecido como Jatobá, conquistou duas medalhas de ouro nas distâncias 200 e 500 metros da classe K-4, a última sendo a prova mais disputada do campeonato. Antes da competição, Jatobá passou quatro meses em preparação no Centro de Treinamento Caxiense, em Caxias do Sul, Rio Grande do Sul.

- O período que passei em Caxias foi decisivo para conquistar o ouro, já que tínhamos todo o acompanhamento de técnicos e psicólogos, tudo que um atleta precisa para chegar ao pódio. Fico orgulhoso em ver que o município de São Domingos do Capim e o Estado do Pará estão muito bem representados – ressaltou Jatobá.

Já o santareno Héricles Miranda conquistou o terceiro lugar também na prova de 500 metros da classe K-4, a mesma vencida por Jatobá.

- Ela foi a prova mais importante. É onde estão reunidos vários atletas de todo o Brasil. É inédito poder trazer esta medalha para Santarém, mesmo sendo de bronze. Fico feliz pelo resultado. Agradeço a Seel pelo apoio e incentivo, isso é fundamental para todas as minhas vitórias – frisou Héricles Miranda.

O evento contou com provas de 1000m, 500m e 200m nas categorias infantil, menor, cadete, junior, sênior, máster e paracanoagem. Durante toda a competição, 122 campeões brasileiros foram definidos em mais de 300 provas disputadas. O evento contou com atletas entre 9 e 62 anos, representando 41 associações de todo o Brasil.

Incentivo - O Bolsa Talento foi criado em março de 2008 pelo Governo do Estado do Pará como forma de estimular o desenvolvimento físico, social e psicológico de atletas contemplados em modalidades olímpicas, paralímpicas e amadoras. A partir do projeto foi possível manter e aumentar o número de atletas que representam o Pará em competições regional, nacional e internacional. O critério para se tornar atleta do programa é o ranking construído a partir dos relatórios enviados pelas federações à Seel, gestora do programa.

* Bianca Rodrigues, com supervisão de Michel Anderson

 

imagem: